Coluna: #mixedfeelings #0

lu_obiniskiQuando recebi o convite do Pedro Beck pra integrar o time de colunistas (oi, na verdade é uma dupla, eu e @wakabara) aqui, fiquei insegura. Eu já sou insegura por natureza, mas queria ter certeza que o Pedro tinha me chamado porque gosta de mim como mulher heterossexual (haha), e não por amizade.

Aí que foi justo essa insegurança que me deu inspiração pra essa primeira coluna. Eu realmente tô cansada de gente que faz carão o tempo todo – ou, pior, tenta sem sucesso. acho que todo mundo tem direito de se produzir e sair de casa achando que está LINDA de vez em quando (ou sempre), contanto que isso não seja sua única preocupação na vida (#ficadica). E sentia cada vez mais falta de uma festa onde todo mundo pudesse ir pra se divertir. De jeans e camiseta ou montado, mas que a preocupação geral não fosse ficar ‘medindo’ a roupa dos outros.

Porque, assim, eu sou essa pessoa. Não tô sempre linda, com a melhor roupa, com um look incrível, com make perfeito. Mas eu leio (menos do que gostaria), assisto filmes novos e antigos, saio pra comer com amigos, vou a exposições de arte e OUÇO MÚSICA indie e POP, que ninguém é de ferro. E prefiro ocupar meu tempo dessa forma. Quando eu cheguei na Balada Mixta (com look incrível, decretado por Jana Rosa, porque eu tava numas de me arrumar), rolou um ‘mixed feelings’ (no pun intended) se o povo ia ficar no carão ou ia se jogar como se não houvesse amanhã. Ainda bem que todo mundo escolheu a segunda opção, cantou com força hits do Backstreet Boys e não ligou que a Katylene tocou três Britney em menos de uma hora. Eu amei. Mesmo acordando atrasada no dia seguinte e passando o dia feito zumbi.

E espero que a Balada Mixta fique cada vez mais assim. Povo alegre, cantando e dançando pelo simples prazer de ser feliz, voltando pra casa antes do que gostaria, porque ainda é quinta, mas não reclamando da ressaquinha na sexta. Porque se divertir cansa, mas vale a pena. Carão só cansa.

Luciana Obniski é jornalista e, no dia da foto, estava montada.

4 Responses to “Coluna: #mixedfeelings #0”


  1. 1 wakabara September 15, 2009 at 6:38 pm

    amo vcs bjos

    ass jana

  2. 2 wakabara September 15, 2009 at 6:39 pm

    amo comentar logada como wakabara

    bjos

  3. 3 Sam September 15, 2009 at 7:05 pm

    Sim. mto bom poder se divertir sem labels. Há pouco tempo moro em Sao Paulo e diferentemente do resto do Brasil percebi que aqui em muitas baladas as pessoas saem mais pra causar do que pra se divertir.

    Essas pessoas que saem de casa não pra se jogar mas pra fazer um fashion statement, dizer olha como sou absurdinha, é até interessante, engraçado, mas em excesso cansa.

    E isso que gostei da Mixta, uma balada mais sem compromisso.

    Muito bom ver que numa mesma noite toca Britney, Bloodhound Gang e Destiny’s Child.

  4. 4 Xavier September 15, 2009 at 7:38 pm

    Boa Lu!
    Carão só cansa.
    Mandou muito bem.


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




Balada Mixta

Mensalmente no Estúdio Emme (Pedroso de Morais, 1036, Pinheiros). MUITA música POP! Mande seu nome para a lista amiga (R$ 25) e venha se jogar na pista com Katylene, Pedro Beck, Pomada e seus convidados: baladamixta@gmail.com

%d bloggers like this: