Coluna: Konichiwa, bartender #2

jorgeBom, se vocês repararem no próximo line-up da Balada Mixta perceberão que sim, esse colunista que vos fala também toca. Afinal, quem hoje em dia não é DJ, né, minha gente?

Mas saibam que não sou tão novo assim nesse FRILA. A primeira vez que eu toquei acho que foi lá por 2001 (sim, faz 8 anos) no Matrix. Oi? No Matrix? É, então, tinha uma noite de quarta-feira no Matrix que se chamava Spooning Good Singing Gum, eu era host (OI??) e às vezes tocava – devo ter tocado uma ou duas vezes.

Era legal porque tinha VINIL e em algum ponto obscuro da minha lembrança eu TOQUEI VINIL (OI???) porque tinha uma música que eu só tinha em vinil e aliás nunca encontrei em MP3 até hoje (chama-se “Sábado que vem” e é de uma tal de Brenda, se alguém tiver digaí porfavor). Depois disso eu tive uma noite com o Gutierrez que se chamava Dramática no Stardust e depois tocava com a Talita em lugares estranhos como o Riviera e o Nanquim – CARACA, LEMBRA DO NANQUIM?! Aí foi perdendo a graça tocar e fui parando, parando…

Mas me lembro muito bem do manual de etiqueta de como lidar com um DJ. Ah, sim. Portanto…

MANUEL DE ETIQUETA COMO LIDAR COM UM DJ!

1. Não tente conversar sobre seus problemas pessoais com o DJ enquanto ele está tocando. Não que ele não possa conversar de jeito nenhum – ele pode, mas está mais concentrado em outra coisa, se é que você não percebeu.

2. Não peça aquela música incrível pro DJ. Existe a velha máxima que diz: DJ não é jukebox. Não é mesmo. Na maioria das vezes, se você está achando o som chato, você está na balada errada ou está precisando beber mais. Ainda mais quando o DJ é o DJ residente. Ele sabe muito bem o que está fazendo, viu? Você que não sabe!

3. Mas se você está achando o som chatíssimo mesmo, vale ficar olhando fixamente pro DJ e, quando seus olhos se cruzarem, fazer uma carinha fofa e um gesto do tipo “pula pra próxima?”. Comigo sempre funcionou. Mesmo porque se estiver chatíssimo, ele também percebeu isso.

4. O DJ adora quando você dança perto dele. Mas ele ODEIA quando você esbarra no equipamento. Portanto, stay close but DON’T GET CLOSER! hahaha

5. Dançar na cabine é legal mas cuidado pra não atrapalhar o DJ. Se você está muito bêbado, dançar na cabine NÃO É LEGAL!

gagaparisJá que todo mundo é DJ, néam…

6. É de bom tom deixar o DJ passar na frente na fila do banheiro enquanto ele está tocando e bate aquela vontade de “pera xixi”. Se ele for educado, não vai pedir. Mas se você também for educado, vai oferecer. Ofereça, é fofo e aí você ganha créditos e, quem sabe, ele pode se transformar em jukebox por alguns minutos e tocar a música que você quer muito ouvir. E pode ter certeza que ele vai ser rápido! hahaha

7. O item acima também vale pro balcão do bar. Ou você pode se oferecer pra pegar uma bebida pra ele enquanto ele está tocando.

8. Oferecer bebida do nada também é bom. Mas ofereça o que você já reparou que ele está tomando, pode ser que ele não queira misturar principalmente porque está tocando e não é legal tocar caindo de bêbado. É um jeito de dizer “tô curtindo tanto o seu som que até reparei no que você está bebendo” hahaha

9. Você mexeria nos instrumentos de um cirurgião enquanto ele faz uma cirurgia? Então por que está mexendo nos meus CDs? Tira a mão, por favor? Obrigado.

10. Não, a cabine NÃO É guarda-volumes. Quem deixa as coisas na cabine são os DJs e os amigos muito próximos dos DJs. E os colunistas. E os peguetes. Enfim, como você pode perceber, já é muita gente que deixa as coisas lá. Simancol: deixe a sua mochila em casa, você não precisa levá-la pra balada mesmo, né? E se levou, se vira.

E não se esqueça: nada de palitar os dentes. Nem na cabine, nem na pista, nem em lugar nenhum.

Jorge Wakabara já trabalhou com Gloria Kalil e teoricamente sabe do que está falando. Teoricamente.

26 Responses to “Coluna: Konichiwa, bartender #2”


  1. 1 ameiacessorios October 6, 2009 at 5:37 pm

    hahahahahahahhaahhahaa
    fantástico

  2. 2 André Napoles October 6, 2009 at 5:37 pm

    hahahah adoray,mas fiquei irritado por isso : “E não se esqueça: nada de palitar os dentes. Nem na cabine, nem na pista, nem em lugar nenhum.” `PQ NAO? ahahahaha

  3. 3 Tiago Fascina October 6, 2009 at 5:46 pm

    muuuuuuuito boom! Jorge sempre sabe o que fala!!!

  4. 4 Núdia October 6, 2009 at 6:00 pm

    Hahahahahaha! Vou pregar isso na cabine da próxima vez que eu tocar.

  5. 5 M. Eduardo October 6, 2009 at 6:00 pm

    Ih, também sou deejay, e sábado passado o que veio de gente me pedir aquela super música…incrível ¬¬

  6. 7 Marcos 'Pablito' October 6, 2009 at 6:05 pm

    Eu adorei essas dicas!!! =) Acho que deveria estar em algum manual de etiqueta da balada… hahaha

  7. 8 alexia October 6, 2009 at 6:06 pm

    MUITO MUITO MUITO bom! falou tudo que eu tenho vontade de falar faz tempo! hahahah
    amei!

  8. 9 arescomunic October 6, 2009 at 6:14 pm

    kkkkkkk.. muito bom! =)

  9. 10 killingthedanceparty October 6, 2009 at 6:34 pm

    ADOREEEEEEEEEEEEEEEEEEEYYYYYYY!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    JORGE SABE DO Q TA FALANDO MEISHMO!
    BEIJOS
    L.

  10. 11 mario mantovanni October 6, 2009 at 7:24 pm

    Muito boa a música da Branda, do tipo tem que tocar… rs
    Beijos

  11. 12 Sho October 6, 2009 at 7:37 pm

    Puuura verdade! o meu namo, tb dj, concorda, claaaro..
    =D gostei do post.. sempre o vi citado no twitter da @janessacamargo [euraxomto] mas nunca li nada seu até..agora! rs
    Parabéns! Gostei mesmo..
    bjs

  12. 13 Dj Cranmarry October 6, 2009 at 9:37 pm

    Meu!
    Queria eu reproduzir isso como santinhos!!!

    Vou passar pra frente estes ensinamentos, quem sabe as pessoas aprendem?

  13. 14 spavieri October 6, 2009 at 10:03 pm

    Muito bom !

  14. 16 Célo October 6, 2009 at 10:51 pm

    Eu já mexi nos cds de um dj ae…
    Que gafe!
    E já pedi pra um ficar com a minha mochila. x)~~

    #Nãofareimais

  15. 17 flávia d. October 6, 2009 at 10:59 pm

    muito bão! o 4 e o 10 me irritam profundamente!!!

  16. 18 Giselle October 7, 2009 at 2:05 am

    AMAY!
    Inda bem q nunca fiz nada de errado. (ufa)

  17. 20 CAIO GOBBI October 7, 2009 at 12:21 pm

    ADOREI !!..KKKKKKKKKKKKKK

  18. 21 Cintia Castaldi October 7, 2009 at 1:46 pm

    ahaha, adorei!!! o “teoricamente” então, foi ótemo!!
    é isso aí mesmo, vou mandar pra everybody…bjo!

  19. 22 Rocco October 7, 2009 at 2:33 pm

    ahhahahahhaha
    acho q o jorge devia lançar um ”guia de etiqueta na balada”

  20. 24 Kim Says October 7, 2009 at 10:47 pm

    Dica pra vida!


  1. 1 Coluna: #mixedfeelings #2 « Trackback on October 13, 2009 at 8:24 pm

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




Balada Mixta

Mensalmente no Estúdio Emme (Pedroso de Morais, 1036, Pinheiros). MUITA música POP! Mande seu nome para a lista amiga (R$ 25) e venha se jogar na pista com Katylene, Pedro Beck, Pomada e seus convidados: baladamixta@gmail.com

%d bloggers like this: